Cursos de extensão em fisioterapia é um bom negócio?


>




A atuação do fisioterapeuta como professor de cursos que ensinam técnicas e métodos dentro da fisioterapia parece ser a nova área ou ramo de atuação dentro da fisioterapia. Fisioterapeutas que são especialidados em alguma técnica nova ou que quase não tem atuação no Brasil tornam-se ponto de referência para outros profissionais ou estudantes. E assim são criados vários institutos e empresas especializadas nesse tipo de curso, com ampla divulgação no meio academico.

 Já falei aqui em outra postagem que a quantidade de profissionais que saem das faculdades e entram no mercado de trabalho é muito maior que o próprio mercado pode absorver, embora haja um aumento de vagas crescente nesse mercado. Esse profissionais procuram um diferencial, que faça absorvidos pelo mercado. É nessa hora que essas empresas de cursos entram e acabam oferencendo muitas vezes assuntos que não são discutidos em faculdade ou com profissionais que são mais gabaritados que os próprios que dão aula na faculdade. Esses cursos que são ministrados na fisioterapia de uma forma geral não são cursos baratos. Muitos deles chegam a ter o preço de uma mensalidade de faculdade.

O sucesso dessas empresas é questão de planejamento. É claro que toda empresa tem que ter um planejamento para que seus objetivos sejam alcançados e possam ter sucesso, porém esse tipo de empresa tem público alvo que pode ser fiel e cada vez maior. Fisioterapeutas que fazem um curso tendem a fazer dois ou três, principalmente se o professor oferecer um curso com bom conteúdo.  Para a empresa, coloca-se o custo de se manter espaço ( espaço físico, profissinais e despesas gerais) e divulgação. E o pagamento para o profissional que dá o curso. Dependendo do assunto que esse profissional falar, maior será a procura pelo curso e muito provavlmente maior será sua renumeração.

Veremos se a atuação dessas empresas será prejudicial ou não a profissão de fisioterapia a longo prazo. Por enquanto, quanto mais profissionais se especializam, mais conhecimento eles tem. Por outro lado, a ganância dessas empresas em não investir em bons professores, podem não acrescentar nada a profissionais que já são carentes por causa da sua formação universitária. E então? Esses cursos serão um bom negócio para fisioterapia?



Share on Google Plus

About Dani Souto

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 opiniões:

Postar um comentário

Comente com educação que seu comentário será aprovado!