Profissionais de fisioterapia ganham espaço no mercado externo


>



Com um intuito de formar equipes multiprofissionais para atuarem no sistema de saúde pública ou privada, ou mesmo como autônomo em clínicas particulares, o curso de fisioterapia oferece para estes profissionais uma formação superior voltada para prevenção de doenças e tratamento.
Como a fisioterapia cresce e gera novas áreas de atuação no mercado de trabalho muitas pessoas com idade a partir de 17 anos ingressam no curso - cerca de 70% são do sexo feminino.
Para atuar nesses setores é necessário cursar fisioterapia no período de quatro a cinco anos, com carga horária de aproximadamente 4500 horas, sendo aulas teóricas e práticas em período integral. Após conclui-lo os profissionais podem atuar nas áreas de ortopedia, neurologia, respiratória, urologia, estética, esportiva e até mesmo em pesquisa científica.
O mercado de fisioterapia encontra-se saturado devido ao grande número de faculdade particulares que abriram nos últimos anos no Brasil. Entretanto o mercado externo, como os Estados Unidos, oferece espaço para profissionais brasileiros.
"Para manter-se no mercado de trabalho após concluir o curso, o aluno deve fazer cursos de especialização e estar sempre se atualizando, pois há necessidade de terapeutas no exterior", conclui Celso Carvalho, professor e coordenador do curso de fisioterapia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.
Profissionais de fisioterapia ganham espaço no mercado externo Profissionais de fisioterapia ganham espaço no mercado externo Revisado by Dani Souto on 13:19 Nota: 5

Nenhum comentário

Comente com educação que seu comentário será aprovado!