A baixa remuneração da fisioterapia


>



Acredito que o rumo que a Fisioterapia está tomando não tem volta. O que tem de gente se formando e não exercendo a profissão está pior que na Educação Física. E olha que eu achava difícil.

E na Educação Física, a baixa remuneração é o principal motivo. Falo por mim. Falo por pessoas que se formaram comigo. Falo por inúmeros colegas de profissão que hoje são empregados públicos na área administrativa.

Eu procurei a Fisioterapia para aumentar os meus rendimentos. Na Educação Física, trabalhava pouco e ganhava pouco. Com a fisioterapia, trabalho muito, mas eu não ganho muito. E o principal motivo da baixa remuneração dos fisioterapeutas é culpa do próprio fisioterapeuta.

Funciona assim: O fisioterapeuta não recebe o que merece porque a sociedade não paga. A sociedade não paga o que merecemos porque tem um leilão de serviços. E tem um leilão de serviços porque sempre tem algum fisioterapeuta que atende a R$ 7,00 a sessão. E ele atende a R$ 7,00 porque o profissional do lado atende a R$ 15,00.

E vira um círculo vicioso.

Ele atende a R$ 7,00 porque tem aquele maldito pensamento: é melhor ganhar R$ 7,00 do que não ganhar nada. É melhor atender a R$ 7,00 senão o paciente não vai fazer fisioterapia porque já paga o plano de saúde.

E assim, com uma baixa remuneração, designada por profissionais leiloeiros e que não valorizam a profissão, milhares desistem da Fisioterapia atrás de uma profissão que lhe dê estabilidade financeira.

E esse caminho da desvalorização da Fisioterapia não tem volta. Cada vez que se avança para essa desvalorização, mais difícil fica para se fazer um resgate de profissionais e da própria renumeração.
Share on Google Plus

About Dani Souto

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

7 opiniões:

  1. Realmente é um ciclo vicioso , e a culpa de td isso é de nós msm fisioterapeutas , cada dia que passa fica mais dificil viver somente com o salario de fisioterapeuta por isso mtos desistem escolhem outras carreiras. Fico indignada com essa situação , alguma coisa deve ser feita , a situação dos fisios não pode continuar desse jeito!!!

    Ass: luana fernanda mais uma fisioterapeuta decepcionada

    ResponderExcluir
  2. Verdade concordo com isso, e tb acho q enquanto nós fisioterapeutas não nos unirmos mais e tomarmos uma atitude tudo isso vai continuar acontecendo, cabe a nós valorizarmos a profissão em primeiro lugar. Somos nós que precisamos transfomar essa situação. Sou apaixonada pela fisio, pra mim uma das profissoes mais ricas e onde podemos ajudar as pessoas de uma forma que muitas outras profissões não o fazem, o vinculo que desenvolvemos com nossos pacientes e todos nossa volta é uma conquista nossa.
    Ass: Débora

    ResponderExcluir
  3. É a fagocitose da Fisioterapia, mas esse não é o único motivo, apesar de eu considerar um dos principais, a muita gente para trabalhar e todos precisamos comer se vestir etc. A tal qualidade de vida que nos sempre fizemos propaganda, mas a outros fatores caros colegas, a muitos donos de clinicas que contratam acadêmicos de fisioterapia, para realizar a função de um fisioterapeuta já formado, também a o fato de serem realizados poucos concursos, que abrem uma única vaga pra muita gente formada concorrer, é complicado viver de fisioterapia, sou aqui de Florianópolis e o nicho e fazer Pilates ou RPG, trabalhar com reabilitação é algo impossível aqui. Portanto vou iniciar outra faculdade pra tentar outra carreira, pois esta é difícil de vingar. Um abraço a todos os fisioterapeutas nosso dia ta chegando, que pena que não temos o verdadeiro reconhecimento da sociedade nem o reconhecimento do valor (financeiro também) do nosso trabalho.

    Ass: André, mais um decpcionado

    ResponderExcluir
  4. Dani parabéns pelo BLOG e pelas palavras muito bem colocadas espelhando a realidade da fisioterapia. Não sou fisioterapeuta, sou consultora e recentemente passei a administrar uma clinica de fisioterapia FISIOMAX em Recife/PE e estou impressionada com o número de fisioterapeutas que deixam a profissão devido a baixa remuneração do mercado e o pior é ver tantas clínicas se endividando e falindo aos poucos devido a relação com os planos.
    Postei a mesma matéria em nosso blog para que unidos os fisioterapeutas consigam reverter essa situação.

    Aldineide Rios

    ResponderExcluir
  5. Meu Deus!Eh triste essa realidade.Sou Fisioterapeuta, e amo a minha profissão.Mas estou consciente de que não conseguirei sustentar minha família com a mesma. E sinceramente, não sei se isso vai mudar não. A cada ano qe passa sai milhares de fisioterapeutas para o mercado de trabalho, p um campo que não suporta nem os que já aqui estão.E com isso começa os "leilões".Está cada vez mais fácil de encontrar faculdades "habilitadas".Em toda esquina tem uma...Fico impressionada com a quantidade de faculdades liberadas p fornecer uma graduação de fisioterapia.
    Enfim, eh uma bola de neve...cada vez maior...e cada vez mais destrutiva!

    ResponderExcluir
  6. Olá.. sou fisioterapeuta recem-formada e ja estou na metade de minha pos graduacao... infelizmente ja estou extremamente decepcionada com o mercado da fisioterapia, onde temos que lidar com a desvalorizacao por parte dos convenios, de alguns medicos e ate de parte da populacao, temos que assistir pessoas totalmente incapazes ocupando bons empregos pq sao conhecidos dessas pessoas, e por ai vai..
    é um absurdo apos anos de estudo, dedicacao, especializacao, curso de varios metodos, termos que atender 5 pacientes no mesmo horario para ganhar 500 reais ao final do mes..
    axo a profissao linda, mas infelizmente preciso pagar minhas contas e vou ter que recorrer a outra profissao...=/

    ResponderExcluir
  7. EU ERA UM DECEPCIONADO, HOJE SOU UM REALIZADO!

    PESSOAL, ACREDITEM QUE É POSSÍVEL!

    Achei interessante muitas pessoas dizendo que estão decepcionadas com a profissão, revoltados com a remuneração etc...Concordo plenamente que essa é a realidade de fisioterapia, mas gostaria de deixar uma mensagem mais positiva para os futuros profissionais. Vou deixar o meu depoimento da minha história como fisioterapeuta, espero deixar uma luz e mais entusiasmo para vocês!
    Quando me formei, fiquei 6 meses desempregado, a procura de um emprego, depois de muita procura encontrei meu primeiro emprego, fiquei feliz por conseguir, mas a remuneração era de 400,00. Trabalhei muito sempre com esperança, mas depois de um tempo comecei a desanimar, observando que não teria como sustentar uma familia com aquela remuneração.
    Trabalhei muito, e acabei deixando esse emprego em busca de algo melhor, fiz minha primeira pós graduação na esperança de que seria melhor remunerado, mas nada mudou, o que precisava mudar era a minha mente...
    Até que certo dia conheci uma ferramenta da fisioterapia que mudou a minha vida, chamada QUIROPRAXIA. Atendi por alguns anos e adquiri experiencia, fiz uma pós graduação em quiropraxia. Hoje tenho 2 consultórios, só atendo particular, o valor da minha sessão é 200,00, e o mais interessante de tudo... 95% dos meus pacientes tem plano de saúde e mesmo assim pagam pelo meu tratamento. Hoje sou realizado profissionalmente e a cada dia me sinto mais feliz. Como mudar a nossa realidade? Somente valorizando a si mesmo e o seu trabalho, com dedicação e competencia todos nós podemos mudar a realidade da fisioterapia. Acreditem sempre nos seus sonhos...

    ResponderExcluir

Comente com educação que seu comentário será aprovado!