Você está trabalhando tempo demais?


>




Sempre que pergunto a fisioterapeutas autônomos, que tem consultório principalmente, quantas horas trabalham por dia, a resposta se repete: são mais de doze horas diárias. Grande parte deles, seja por amor pelo que faz ou pela baixa renumeração o que o força a trabalhar em mias de um lugar, não consegue relaxar nem aos finais de semana. Muitos já não se lembram quando tiraram as últimas férias.

Acompanhar de perto o que acontece no seu consultório é fundamental para que ela cresça e prospere. Entretanto, o excesso de trabalho, além de ser prejudicial à saúde, afeta a qualidade da produção e coloca em risco o desempenho do fisioterapeuta. Uma das melhores maneiras de tirar o pé do acelerador sem ter os negócios prejudicados é aprender a otimizar melhor o tempo. Como? Com organização, inteligência e disciplina.

O primeiro passo é estabelecer objetivos. Defina o que quer realizar no dia, na semana e no mês. Defina quantos pacientes você tem que atender para que haja um equilibrio para suas despesas e recebíveis. É importante ter um caderno e escrever nele cada ação a ser cumprida, desde as mais banais como, por exemplo, ir à academia e pegar os filhos na escola, até as mais complexas, relacionadas ao trabalho. Não gosta de cadernos e prefere usar o computador para se planejar? Na internet é possível encontrar sites como o do it, do it, done! que ajudam a montar, em poucos minutos, uma listinha de metas.

Certamente, 24 horas serão insuficientes para que você faça tudo o que gostaria. Por isso é fundamental saber o que é prioridade. Tenha foco e procure não adiar obrigações chatas. Em geral, as pessoas costumam deixar para depois o que não consideram interessante. Porém, acumular pendências aumenta o nível de estresse.

Tenha hora para sair do consultório. Fazer o trabalho de conferencia de pacientes atendidos ou recebimento depois do horário do expediente pode causar excesso de trabalho. É comum o dono do negócio ser o primeiro a chegar na empresa e o o último a ir embora. Isso, muitas vezes, não compensa. Ao final do dia a produtividade cai e fica mais difícil tomar decisões corretas. Aprenda a delegar e tenha pelo menos um funcionário de confiança capaz de resolver problemas na sua ausência.

Por fim, inclua no planejamento horário de lazer e descanso. Valorizar os momentos com a família e amigos o deixará mais disposto e bem-humorado para encarar a rotina pesada de empreendedor.


Visite o blog Faça Fisioterapia
Share on Google Plus

About Dani Souto

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

1 opiniões:

  1. bem sou fisioterapeuta e sou autônomo, trabalhei em clínicas, em domicílio e em consultório; não trabalhava e nem trabalho doze horas por dia.Sempre tive um planejamento interessante de trabalho, sempre tentei encarar o trabalho com tranquilidade, não a ponto de me martirizar.Alguns fisioterapeutas mesmo não sendo bem remunerados,escravizam-se a ponto de não terem vida social e nem férias.Acho um absurdo, mas cada um com seu cada um.Cada um sabe suas prioridades e as contas que tem a pagar.

    ResponderExcluir

Comente com educação que seu comentário será aprovado!