Fisioterapeuta profisisonal liberal x Imposto de Renda


>



O momento dos profissionais liberais acertarem suas contas com o Leão pode ser fácil pois a tarefa não se estende mais do que enviar a declaração à Receita Federal. Para estes, o preenchimento do documento é, em geral, realizado ao longo do ano fiscal. Para fechá-lo basta aguardar a virada de dezembro para janeiro – e na oportunidade mais à frente, encaminhar aos órgãos competentes. Porém, para a maioria, a agenda tributária do Imposto de Renda indica apenas ocupação em março e abril, apesar de se poder adiantá-lo ao longo dos dozes meses do ano anterior. Trata-se, enfim, da velha mania de deixar a tarefa para em cima da hora.

Por conta disso, o grau de dificuldade aumenta sobremaneira. Esbarra-se mais facilmente na falta de tempo – que nunca se tem — e problemas de entendimento do melhor caminho a seguir no preenchimento da declaração.

Erros costumam aparecer por conta dessa pouca atenção ao Imposto de Renda. Paga-se muitas vezes impostos mais altos por conta disso. Ou então cai-se na malha fina do governo por displicência.

Nesses casos, por vezes, torna-se imprescindível contar com serviços de um profissional especializado no assunto. Profissional liberal é uma "empresa" constituída em forma de pessoa física, digamos assim, que deve estar preocupada em reunir informações de seu ano fiscal muito mais além do que um cidadão comum, cujo sistema de preenchimento do Imposto de Renda se concentra nos vencimentos regulares recebidos mensalmente e no patrimônio construído – manuseia-se poucos documentos avulsos comprobatórios de movimentação financeira.

Algumas medidas podem amenizar o sofrimento na hora de elaborar a declaração do imposto de renda para quem é profissional liberal. Eis algumas delas: mantenha registro de todos os recebimentos de honorários e serviços prestados (se possível faça o registro no livro caixa); tenha guardado em lugar específico todas as notas fiscais e recibos de gastos com educação e saúde separadas por ano-fiscal; mantenha todos os informes de rendimentos recebidos de pessoas jurídicas, inclusive dos bancos com que tem relacionamento; e faça um controle das aquisições e venda de bens (casas, terrenos, veículos, etc.).


Enfim, organização tributária e fiscal para o profissional liberal é essencial. Com certeza terá mais trabalho a fazer na hora de declarar seu IR do que uma pessoa física comum. Para estes trabalhadores, o planejamento será mais do que determinante para saber quanto tempo gastará com o preenchimento desta obrigação federal.

Fonte
Share on Google Plus

About Faça Fisioterapia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 opiniões:

Postar um comentário

Comente com educação que seu comentário será aprovado!