Opções de carreira para quem cursa Fisioterapia


>



http://3.bp.blogspot.com/-q1cd9EcEvcM/VEfgAoNLdnI/AAAAAAAABVQ/SgJhjgbvhmI/s1600/fisioterAPIA%2BATUALIZACAO-746097.jpg

Figura essencial no processo de recuperação de uma fratura ou lesão, o fisioterapeuta tem visto seu campo de trabalho crescer para além das áreas ortopédica, neurológica e desportista. Cada vez mais, a Fisioterapia ganha terreno nos campos de saúde do idoso, problemas respiratórios e saúde da mulher.

De acordo com o MEC, existem, atualmente, mais de 500 faculdades de Fisioterapia no Brasil. O curso dura entre quatro e cinco anos. Os estudantes são obrigados a fazer estágio prático a partir do terceiro ano para receber o diploma.

Durante a faculdade, eles têm disciplinas como anatomia humana, bioquímica, fisiologia, biofísica, patologia, epidemiologia, bioestatística, microbiologia, recursos terapêuticos manuais, genética, entre outras.

O foco do fisioterapeuta é identificar a causa do problema do seu paciente, avaliá-lo e escolher o tratamento que melhor vai ajudar na reabilitação das funções motoras comprometidas. As práticas são, geralmente, exercícios e massagem, mas o profissional também pode utilizar equipamentos, água, emissão de calor ou frio para tratar a lesão.

É uma profissão que exige paciência, uma vez que o fisioterapeuta vai lidar com pessoas em processo de recuperação o dia inteiro.


Mercado de trabalho

A média salarial de um profissional da área, segundo o Datafolha, é de 3.167,30 reais para a jornada de 30 horas semanais.

Já para os profissionais que trabalham como autônomos, o Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Coffito) edita, anualmente, uma tabela que estabelece os valores de referencial nacional de procedimentos fisioterapêuticos.

Que caminhos você pode seguir

O fisioterapeuta pode trabalhar tanto no setor público como no privado, em clínicas, consultórios, hospitais, centros de reabilitação, clubes esportivos, na área acadêmica, na indústria de equipamentos fisioterapêuticos, com acupuntura ou em centros de estética.

Uma área em crescimento é a fisioterapia do trabalho, com foco na prevenção de lesões por esforço repetitivo (LER). O profissional atua em empresas, promovendo, por exemplo, atividades de ginástica laboral e correção de postura.

Outro campo de atuação é a uroginecologia e obstetrícia. Nesse caso, o fisioterapeuta auxilia no tratamento de disfunções urinária, fecal ou sexual. Além disso, ajuda a mulher durante a gestação com exercícios de fortalecimento pélvico, para preparar seu corpo para a hora do parto.

Com o envelhecimento da população, os campos que têm necessitado, cada vez mais, de fisioterapeutas são geriatria e gerontologia. Quem atua nessa área realiza a prevenção e o tratamento de problemas motores que surgem com a idade avançada.

Já a fisioterapia neurofuncional auxilia no tratamento de pacientes que têm as funções motoras comprometidas em decorrência, por exemplo, de um acidente vascular encefálico (AVE). Nesse caso, o tratamento baseado em exercícios auxilia na recuperação dos movimentos, da coordenação motora e da própria força do paciente.

Quer conhecer outras opções de formação? Confira nossa lista completa de cursos relacionados à Fisioterapia.

Share on Google Plus

About Faça Fisioterapia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 opiniões:

Postar um comentário

Comente com educação que seu comentário será aprovado!